São Caetano do Sul realiza cirurgia bariátrica pioneira na rede pública

Um dos focos desse governo é a saúde da população, inclusive, na luta contra a obesidade

José Auricchio Júnior destaca esforços do município no combate à obesidade

Pioneira no tratamento de combate à obesidade por ser a primeira cidade do país a oferecer os procedimentos de cirurgia bariátrica na rede pública, sem custos aos pacientes, São Caetano do Sul está em festa. Recentemente, no Centro de Endoscopia Dr. Odair Manzini, localizado no Complexo Hospitalar Municipal, foram realizadas as cinco primeiras cirurgias bariátricas combinadas de videolaparoscopia e endoscopia, por meio do Bariclip. A ação é inédita na rede pública de Saúde no Brasil. “A cidade avança nos cuidados com os pacientes com obesidade. Além de proporcionar ganhos na qualidade de vida, reduzimos riscos de doenças como AVC (acidente vascular cerebral), cardiopatias, diabetes, depressão, problemas com colesterol, entre outras”, destaca o prefeito José Auricchio Júnior.

De acordo com Eduardo Grecco, coordenador do serviço de Endoscopia de São Caetano do Sul e professor da Faculdade de Medicina do ABC, trata-se de um estudo de protocolos de uma técnica recente utilizada, ainda, somente em países como República Dominicana, Espanha, Croácia e, mais recentemente, no Chile. “É um tratamento inovador, menos invasivo e que permite uma recuperação mais rápida ao paciente. É um marco para o País, e foi possível realizar graças à estrutura que a Prefeitura disponibilizou e à parceria com a FMABC”, avalia. “O paciente fica, inicialmente, dois anos com o Bariclip no estômago. A estimativa é que a perda de peso seja de 20 a 25%. Para isso, é preciso ter um quadro de obesidade leve ou moderada”, detalha Grecco. “A técnica foi desenvolvida há cinco anos e já contemplou cerca de 250 pessoas no mundo. Agora, o próximo passo é aguardar as questões burocráticas para que possamos realizar o procedimento em outras 50 pessoas que já estão em acompanhamento médico nas unidades de Saúde da Prefeitura.”

“Aguardei esse momento chegar desde 2008. Por algumas razões, não consegui realizar a cirurgia bariátrica antes, mas fiquei radiante com a oportunidade de fazer o procedimento, ainda mais com uma técnica inovadora”, comenta Sonia Regina Rodrigues, moradora do Bairro Nova Gerty. Passados alguns dias da intervenção, Sonia se recupera bem e conta que sua expectativa é emagrecer com qualidade, mudando os hábitos alimentares e seguindo as recomendações da equipe multidisciplinar que a acompanha na rede municipal. “Quero ser porta voz do ótimo atendimento que recebi e servir como um incentivo para que mais pessoas possam realizar esses sonhos. Só quem passa por situações limitadoras sabe o quanto é importante ter saúde”, finaliza.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*