Empresária conta história de superação com ateliê de joias, dedicação e perseverança

A artesã é apaixonada por design de joias desde os 13 anos e afirma estar feliz em levar beleza e autoestima para suas clientes

Se a história de Claudia Pinange se resumisse ao empreendedorismo, já seria um exemplo. Mas com ela, tudo é, digamos, intenso. A empresária de 46 anos nunca se rendeu às dificuldades da vida e descobriu o talento com joias e semijoias aos 13 anos de idade. “Fazia peças numa bancada simples e improvisada pelo meu pai. Eram peças em prata e vendia para amigos e familiares. Nasceu assim meu ateliê. Sempre via a Hebe com aquelas joias incríveis e ela foi uma das minhas grandes inspirações. Queria levar brilho às mulheres em minha volta, sem alto custo”, revela. Mãe de Hayla, Victor e Angélica, a designer, separada, descobriu um câncer de Merkel durante uma consulta de rotina com um dermatologista. “Tive diagnóstico de dois meses de vida, o que me desesperou, mas eu tinha duas opções: lutar ou desistir. Eu resolvi lutar contra isso e estou há dois anos e meio entre altos baixos de minha saúde. Passei por muitos percalços, trabalho desde menina e, mesmo doente, nunca parei de fazer as peças, só modifiquei algumas coisas. Passei a mexer com peças em couro, pois assim poderia cortar e fazer em casa sem precisar ir à oficina, fui me reinventado, inovando, mas lá no ateliê, em meio a alicates e o maçarico me realizo”, desabafa.


Assim, a Ateliê Ponto Chic não para de crescer. “Hoje eu terceirizo algumas peças e tenho um funcionário (ourives), mas tudo com minha supervisão. Mesmo doente e fragilizada, meu trabalho e meus filhos me estimularam a continuar. Sofri muitas dificuldades e até preconceito, fiquei careca duas vezes, engordei, perdi pessoas, mas ganhei muita experiência. A empresa basicamente vende pelas redes sociais. Tive muita determinação e perseverança, pois acredito que meu empreendimento é algo que levará benefícios a outras pessoas, isso me guiou até aqui”, fala. Claudia. A artesã, como gosta de ser chamada, tem parcerias com Marcos Biaggi, que revende suas peças no poderoso MG Hair e com Adriana Restum, dona da Companhia Planet Girls, que também expõe suas joias na loja sede. Além disso, artistas como Suzy Rêgo e Larissa Manoela são clientes fiéis e divulgam todas as compras.


A empresária criou um sistema que chama de Ateliê Home. “É um diferencial do meu negócio, já que levo os produtos onde o cliente está com comodidade, discrição e segurança. Sempre busquei estudar e aprender com as grandes joalherias, e o que me ajudou nessa fase da doença foram essas entregas domiciliares. Costumo dizer que o câncer tem medo de mim, sou uma mulher muito otimista e acho que as coisas da vida são feitas para serem superadas. Eu creio na cura do câncer, pelo amor que tenho pela vida e a vontade de continuar criando e cuidando de meus filhos. Um dos meus grandes sonhos é constituir novamente meu showroom em endereço físico até o fim deste ano e acredito que vou conseguir”, diz.


As peças misturam joias e semijoias de diversos estilos, com pedras cuidadosamente escolhidas por Pinange. Encomende pelo site http://www.ateliepontochic.com.brou Facebook @ateliepc ou Instagram @ateliepontochic. Você vai exibir estilo com peças únicas e, ainda, vai ajudar na realização de um sonho!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*