Vereadora Suely Nogueira abre o jogo

“Além da minha atuação em saúde, idealizei vários projetos sociais como o Natal Solidário”

Na política há mais de 40 anos, ela fala sobre luta, preconceito e projetos Por Renata Rode

Ela foi uma criança engajada e, claro, por tanta personalidade, terminou na política. Já são mais de 40 anos na vida pública. A vereadora Suely Nogueira afirma que tem muito a comemorar. “Recentemente, fiz a minha prestação de contas em um evento para 400 pessoas em São Caetano do Sul. É um trabalho de formiguinha, que envolve muita gente, mas com dedicação, comprometimento e muito esforço, podemos realizar um trabalho sério”, disse. Em entrevista exclusiva ao ABC em Notícia, a vereadora falou sobre política, preconceito, novos projetos e sua história.

AN: Vereadora, são mais de 40 anos na vida pública. Como vê o resumo de sua trajetória?

SN: Um ato surpreendente. Nunca pensei em me envolver com política, porém o destino nos preserva surpresas. Sempre fui envolvida com trabalhos sociais e sempre gostei de ajudar as pessoas. Aos 13 anos, fui “a Vicentina – membro da Comunidade Religiosa de São Vicente de Paulo – mais jovem do Grande ABC”. Aos 20 anos, comecei como Atendente de Enfermagem no Hospital “Márcia Braido”, em São Caetano do Sul e, aos 22, passei como funcionária pública concursada do Ministério da Saúde, iniciando minha carreira como agente administrativa. No ano de 1988, fui convidada a ingressar na vida política e me tornei, logo na primeira oportunidade, a mulher mais votada da história de São Caetano do Sul. Exerci dois mandatos como vereadora. O primeiro entre 1996 e o segundo em 2000.

AN: Podemos dizer que a senhora é uma vencedora, afinal, ser mulher na política ainda tem suas dificuldades? Já sofreu preconceito por ser negra, Vereadora?

SN: Ser mulher, negra e vereadora é um ato revolucionário em nosso país. Reconhecer a nossa representatividade e chegar lá é fundamental para empoderar outras que estão a caminho, lutando para alcançar seus objetivos.

Mesmo sendo maioria da população, nós mulheres ainda sofremos com a falta de representatividade em vários espaços e, infelizmente, na política não é diferente. Agora sobre ser negra, já sofri preconceito, mas nunca me abalou. Meus pais me educaram dizendo que poderia ter problemas por causa da minha cor e que teria que cuidar disso. Percebi que a luta não precisava ser solitária ou individual. Virou uma questão política, como a criação do Conselho Municipal da Comunidade Negra (Conescs), a tradicional sessão solene em homenagem ao Dia da Consciência Negra, Semana da Diversidade Étnico-Racial, entre outras ações.

AN: Sua preocupação com a saúde sempre foi um marco. Como enxerga as políticas de ajuda às empresas que oferecem saúde privada?

SN: Tive, praticamente, toda a minha vida dedicada à Saúde e a Promoção Social, áreas em que, indiscutivelmente, me sobressai. Acho muito importante a saúde privada e opções de lugares que ofereçam serviços mais em conta como a proposta do Hospital Santa Ana, que acaba de ser ampliado em São Caetano, por exemplo. Essas empresas que atuam com saúde privada são uma extensão da saúde pública e são essenciais para que a população tenha mais opções. Além da área de saúde, idealizei diversos projetos sociais, dentre os quais o tradicional “Natal Solidário”, que há 18 anos ininterruptos se destaca na comunidade e tem como principal objetivo o de proporcionar, especialmente às famílias mais carentes, momentos de confraternização e alegria.

AN: Sua atuação sempre foi muito elogiada pela população. O que podemos esperar da Câmara em 2020?

SN: Só tenho a agradecer por todo respeito, confiança, dedicação e carinho que tenho da população de São Caetano do Sul. O meu propósito é batalhar diariamente por uma cidade mais próspera e o meu compromisso é retribuir e contribuir com qualidade de vida dos munícipes. Para 2020, vou seguir trabalhando diariamente com mais ânimo e motivação para oferecer a população um serviço público que esteja a sua altura.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*