Pessoa física ou empresa, você pode ajudar de várias formas

“Chegamos à marca de 700 transplantes de medula óssea desde a fundação do Hospital”

GRAACC recebe doações de todo País para manter excelência no tratamento contra o câncer infantil

Pouca gente sabe, mas todos podemos ajudar o GRAACC de muitas formas. O Hospital, que é referência no tratamento contra o
câncer infantil, se mantém através de uma rede de solidariedade que é exemplo. Quem é pessoa física pode ajudar de duas formas: seja por uma doação mensal estipulada ou comprando produtos com renda revertida para a Instituição (e olha que tem muita opção de presente de Natal nessa lista, viu!). “As pessoas físicas doam em média R$ 30 por mês. A contribuição delas é essencial para manter o tratamento oncológico pediátrico de excelência oferecido pelo GRAACC e representam cerca de 1/3 (um terço) dos recursos que sustentam o hospital”, explica Tammy Allersdorfer, superintendente de Desenvolvimento Institucional do GRAACC. 


Já empresários podem ter vantagens no direcionamento de imposto de renda devido à causa. “Essa ação pode ser realizada através de Leis de Incentivo Fiscal, que motivam as empresas e pessoas físicas a se envolverem com o GRAACC e têm trazido bons resultados ao hospital. As companhias que apuram pelo lucro real podem destinar até 1% do imposto aos projetos do GRAACC aprovados pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, que faz a gestão do FUMCAD e do CONDECA”, relata. Já as doações diretas podem ser realizadas por investimento, adoção de paciente, produtos sociais, patrocínios, projetos de marketing, dentre outras opções.

  • Em 2018, o Hospital do GRAACC atendeu 4.241 diferentes pacientes, sendo 528 novos casos (onde a maioria (110) foi de tumores no sistema nervoso central), e realizou 29.482 exames por imagem, 1.498 internações, 19.698 sessões de quimioterapia, 38.721 consultas e 69 transplantes de medula óssea.
  • O Hospital do GRAACC também contribui com a disseminação de conhecimento ao formar novos profissionais (mais de 130 oncologistas pediátricos se especializaram no hospital).
  • Este ano o Hospital ampliou 16 leitos e uma nova ala de quimioterapia foi construída, além de ter sido adquirido mais um equipamento de ressonância magnética de última geração.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*